Y

Y2018-09-04T13:00:08+00:00

YERSINIA ENTEROCOLITICA

YERSINIOSE

CBHPM 4.03.10.17-5

AMB 28.10.059-0/99

Sinonímia:
Yersiniose. Yersiníase. Yersinia enterocolitica.
Yersinia pseudotuberculosis, outrora chamada Pasteurella pseudotuberculosis, Bacillus pseudotuberculosis, Cillopasteurella pseudotuberculosis rodentium, Streptobacillus pseudotuberculosis rodentium e Bacilo de Malassez e Vignal.
Obs.: a peste bubônica e a peste pneumônica são causadas pela Yersinia pestis, outrora chamada Pasteurella pestis, Bacterium pestis, Bacilo de Kitasato e Bacilo de Yersin.

Fisiologia:
Taxonomia:
Reino Prokaryotae, Filo Bacteria (Eubacteria), Classe Proteobacteria, Subdivisão delta e epsilon, Subclasse gammaproteobacteria, Ordem Enterobacteriales, Família Enterobacteriaceae, Gênero Yersinia, Espécies enterocolitica e pseudotuberculosis.
Todas as infecções por Yersinia são zoonóticas, e os humanos são hospedeiros acidentais. A Y. enterocolitica é transmitida por aves (Gallus gallus), porcos, roedores, animais de criação e coelhos (Lepus europeus). A Y. pseudotuberculosis é transmitida por roedores (Rodentia e Lepus europeus), animais selvagens e aves de caça.

Material Biológico:
Fezes recém-evacuadas.

Coleta:
Coletar 1 a 2 ml ou 1 a 2 g de fezes e enviar rapidamente ao laboratório.

Armazenamento:
Conservar em temperatura ambiente ou no refrigerador entre +2 a +8ºC

Exames Afins:
Coprocultura, Pesquisa de Rotavírus, Parasitológico, Pesquisa de vibrião colérico.

Valor Normal:
Ausente.

Interferentes:
Uso de quimioterápicos.

Método:
Cultura em meios seletivos pré-enriquecidos.

Interpretação:
Exame útil no diagnóstico das gastroenterocolites causadas pela Yersinia enterocolitica ou Yersinia pseudotuberculosis (rara).
Na sorologia existe reação cruzada de Y. enterocolitica com Brucella e de Y. pseudotuberculosis com Salmonella.

Sitiografia:
E-mail do autor: ciriades@yahoo.com
http://xoomer.virgilio.it/medicine/pathobacteria.htm